segunda-feira, agosto 28, 2017

Trocar de Rosa


EUGÉNIO DE ANDRADE, org.
capa e grafismo de Armando Alves
ilust. Ângelo de Sousa

Porto, 1995
Fundação Eugénio de Andrade
5.ª edição
20,3 cm x 12,6 cm
148 págs.
exemplar em bom estado de conservação; miolo irrepreensível, por abrir
20,00 eur (IVA e portes incluídos)

Este livro, na sua forma inicial, mais breve, começou por ter sido editado numa casa de grande prestígio nos meios da resistência ao fascismo português: A Regra do Jogo. Sendo uma mera antologia de traduções de Eugénio de Andrade (1923-2005), não deixou de atingir aqui a sua quinta saída à rua, mas agora aumentada no conteúdo e paga por uma companhia de seguros... Cada qual saberá as linhas com que se cose, e Eugénio de Andrade até confessa no prefácio «[...] que nenhum dos poetas que se encontram aqui [...] foi para mim um desses encontros a que já chamei fatais noutra ocasião [...]. Para dizer tudo, acrescentarei que há até em Trocar de Rosa poetas que pouco me interessam hoje [...] e outros que mal chegaram a interessar-me [...].»
É de questionarmo-nos: será justo e honesto atamancar um livro de versos alheios, onde figuram escritores que assumiram publicamente um compromisso contra a ordem mundial vigente, como Neruda ou Guillevic, e, à quinta edição, já estar a vendê-los de parceria com uma entidade capitalista?...

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089