quinta-feira, agosto 17, 2017

Pierrot Meu Amigo


RAYMOND QUENEAU
trad. Manuel Pedro
capa de Sebastião Rodrigues

Lisboa, 1961
Editorial Minerva
1.ª edição
18,8 cm x 13,1 cm
232 págs.
exemplar estimado; miolo limpo
17,00 eur (IVA e portes incluídos)

Da nota editorial na badana:
«[...] A passagem de Queneau pelos grupos surrealistas – passagem aliás anterior ao início da sua carreira de romancista – deixou profundas marcas na sua personalidade literária, e o insólito das situações e de certas personagens centrais dão ao romance uma aura de irrealismo, muito mais aparente do que verdadeiro, é certo, mas de qualquer forma perfeitamente inconfundível.
Raymond Queneau é, acima de tudo, um poeta. E os seus romances – muito especialmente este Pierrot Meu Amigo e essa obra extraordinária que é Zazie dans le Metro – são livros eminentemente poéticos, no sentido em que esta expressão possa com maior propriedade ser aplicada a uma obra em prosa. [...]»

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089